quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Elas cantam Roberto Carlos - DANIELA MERCURY



Olá, amigos.

Com o texto de hoje, o Emoções de Roberto Carlos chega ao seu post de número 300. Esperamos que o blogue esteja agradando, informando e trazendo muitas curiosidades a todos vocês. A série Elas cantam Roberto Carlos continua hoje, e traz mais um estilo musical das divas de RC.

DANIELA MERCURY tem uma carreira bastante ligada ao axé, desde seu começo como integrante da Banda Cheiro de Amor e nos vocais de Gilberto Gil. No início da década de 1990, começou a fazer sucesso com canções como O canto da cidade e Swing da cor (o disco que tem este nome chegou a 11 milhões de cópias vendidas). Logo se tornaria figurinha fácil nos trios elétricos do carnaval baiano.

Embora prossiga se apresentando em seu trio elétrico, seu repertório começou a mudar um pouco. No disco Feijão com arroz veio À primeira vista, sucesso na trilha musical da novela O rei do gado. Ela passou a alternar gravações ligadas ao axé, como Ilê Pérola Negra e Olha o Gandhi aí, com releituras de Baby, Mutante e A tonga da mironga do kaburetê, além de uma gravação de Como vai você.

No ano de 1995, ela se apresentou no Roberto Carlos Especial. Os dois cantaram Como é grande o meu amor por você.



No show Elas cantam Roberto Carlos, Daniela teve um dueto interessantíssimo ao lado da cantora Wanderléa. Ela e Ternurinha interpretaram Esqueça, música gravada originalmente por Roberto Carlos em 1966.

E Daniela Mercury transformou em axé uma das primeiras canções que RC gravou no estilo do soul music. Faixa do LP O inimitável, também no estilo baiano mostrou que o bom é ser feliz e mais nada.

Segue a letra! Nas fotos, Daniela Mercury nos dois momentos de sua apresentação no tributo Elas cantam Roberto Carlos.

Abraços a todos, Vinícius.

SE VOCÊ PENSA - Roberto e Erasmo

Se você pensar que vai fazer de mim
O que faz com todo mundo que te ama
Acho bom saber que pra ficar comigo
Vai ter que mudar

Daqui pra frente
Tudo vai ser diferente
Você tem que aprender a ser gente
Seu orgulho não vale nada, nada

Você tem a vida inteira pra viver
E saber o que é bom e o que é ruim
É melhor pensar depressa e escolher
Antes do fim

Você não sabe
E nunca procurou saber
Que quando a gente ama pra valer
Bom mesmo é ser feliz e mais nada, nada

Nada, nada...

Um comentário:

Portal Daniela Mercury disse...
Este comentário foi removido pelo autor.